Este local é, com certeza, dedicado aos 90% do meu cérebro que não tenho certeza de para que servem... Entre um cigarro e outro, entre o dia e a noite, nas beiradas de um talvez qualquer, fico gastando palavras, me espreguiçando nas frases, me escondendo entre as reticências...
Ao leitor deixo o agradecimento pelas palavras que eu não disse, mas que, ainda assim, acabaram por ser ouvidas...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

AS DIVAS DOS "ENTA"

Faço parte de um seleto grupo de mulheres, que já entraram nessa fantástica idade dos "enta" (40, 50, 60, etc...) ou que estão próximas disso. O grupo foi uma feliz iniciativa. Juntou-se a idéia de uma, a disposição de outra e o auxilio de todas, e o espaço fluiu. Iniciou-se no skoob (http://www.skoob.com.br/grupo/1083-n-s-as-divas-dos-enta-40-50-60-enta-enta-enta), e acabou ganhando também um espaço no orkut (http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=106808506). O espaço virtual se presta a infinitas possibilidades, e, em grande parte das vezes, fazem mal uso desse espaço tão poderoso, tão dinâmico e tão mágico. No DIVAS tive a grata oportunidade de conhecer mulheres maravilhosas, criativas, bem humoradas, enfim, um leque de personalidades com talentos impares, fantásticas pelo que são, verdadeiras Divas. Me deparei com um universo onde a vida se esparrama em todas as suas nuances: perdas, alegrias, sonhos, quietudes, reservas, amores, vitórias, sabedoria, ousadia, grandeza, renúncias, vaidades... É certo que, com algumas, acabei tendo um contato maior, via email, chat, trocas de experiências... Entretanto, todas me fascinaram, me encantaram, quer seja pelo que foram, pelo que são ou pelo que ainda pretendem ser... E são mulheres com grandes pretensões, mulheres que, de certa forma, dominaram a arte de viver. Já não vão pular de pontes ou cortar os pulsos quando um amor acaba... Já não vão ficar inertes, feito meras espectadoras, enquanto violências e injustiças acontecem diante de si... Já não se retraem quando reconhecem que um abraço é necessário... Tive a feliz oportunidade de conhecer mulheres lindas (por dentro e por fora), que, não fosse esse universo virtual vastíssimo, eu não conheceria. Registro aqui, portanto, meu agradecimento às conquistas humanas, que me deram a honra e a alegria de travar conhecimento com essas mulheres sempre em construção, sempre acontecendo, que vivem suas vidas em partes do Brasil que sequer conheço. A todas o meu respeito, a minha admiração e os meus agradecimentos por dividirem uma parte de seu tempo comigo.

Comente

Postar um comentário

Agradeço seu comentário, pedindo apenas a cortesia de observar as regras de urbanidade e educação.