Este local é, com certeza, dedicado aos 90% do meu cérebro que não tenho certeza de para que servem... Entre um cigarro e outro, entre o dia e a noite, nas beiradas de um talvez qualquer, fico gastando palavras, me espreguiçando nas frases, me escondendo entre as reticências...
Ao leitor deixo o agradecimento pelas palavras que eu não disse, mas que, ainda assim, acabaram por ser ouvidas...

sábado, 14 de agosto de 2010

AMIZADE

Amigo é aquele parente que você escolheu. Portanto, ele é único. Se você tem um amigo, vai entender do que falo. Se tem mais de 2, cuidado, porque pode estar condundindo as coisas, colecionando mágoas... Para começo de conversa, amigo não tem uma definição correta. Ao contrário do que muito se alardeia, o amigo não se parece conosco, na maioria das vezes sequer tem os mesmos gostos que a gente. Amigo não passa a mão na nossa cabeça, mas também não enche a gente de "porrada". Muitas vezes ele fala "bem que eu te avisei" ou ainda, "quem mandou ser otário? se fudeu ah ah ah!". Mas se tem uma coisa que deve ser dita sobre o amigo é que ele conhece algumas coisas interessantes, tais como: tolerância, perdão, aluguel de ouvido, pequenos empréstimos sem retorno, portas e telefones abertos ininterruptamente... E faz com que a gente passe a conhecer tudo isso também e mais uma porção de coisas... E quer saber porque não dá para ter mais de dois amigos, assim como não dá para carregar mais que isso pro resto da nossa vida? Porque o amigo não é planta, não é cachorrinho, não é trabalho manual, não é terapia em grupo... Há que se ter paciência, tempo e, o mais importante: ser totalmente livre de preconceitos (qualquer um), de conceitos (qualquer um). Para se ter um amigo é preciso flexibilidade total. Como já dito, geralmente nosso amigo não tem o mesmo gosto que a gente (de certa forma, ainda bem por isso). Não devemos aderir ao que ele gosta não, mas devemos aceitar que, enquanto você dá o sangue trabalhando, teu amigo dorme até as 2 da tarde. Enquanto você chega a guardar dinheiro quase o ano todo para aquele festival de rock irado, seu amigo dança forró como um verdadeiro nordestino (só que ele é paulista rs). Enquanto você é careta de pedra, de vez em quando aquela catinga de maconha empesta o carro que você emprestou para ele. O interessante nessa história de amigo é que, mesmo diametralmente oposto a você, se seu amigo não existisse, você não poderia inventá-lo. Isso porque, com certeza, você sabe, lá no fundo do seu coração, que sua imaginação estaria muito aquém da linda pessoa que é o seu amigo. Resumindo tudo, amigo é alguém que se ama incondicionalmente e, quem, sabemos isso de olhos fechados, nos ama da mesma forma. Há que se ter cuidado, entretanto. Veja que um amigo não se abala com quem você é. Seja você muito ou pouco, grande ou pequeno, inteligente ou dããããããã!!!!, de certa maneira ele é teu fã (e, de todas as maneiras, você é fã dele). Assim, para carregar sua escolha - o amigo - para o resto dos seus dias, o que é uma honra, um barato, um inferno, etc etc etc, você precisa entender claramente que ele mudará em alguns aspectos, ao longo da vida, assim como você também mudará. E a única coisa que, de forma alguma, nunca, mas nunca mesmo pode mudar, é a confiança que um deposita no outro. Seu amigo não é a sua cara, nem o seu espelho, nem o seu eco, nem a sua sombra. Seu amigo, por tudo que ele é, pela soma das diferenças todas, é tudo que precisa ser.

Comente

Postar um comentário

Agradeço seu comentário, pedindo apenas a cortesia de observar as regras de urbanidade e educação.