Este local é, com certeza, dedicado aos 90% do meu cérebro que não tenho certeza de para que servem... Entre um cigarro e outro, entre o dia e a noite, nas beiradas de um talvez qualquer, fico gastando palavras, me espreguiçando nas frases, me escondendo entre as reticências...
Ao leitor deixo o agradecimento pelas palavras que eu não disse, mas que, ainda assim, acabaram por ser ouvidas...

domingo, 6 de fevereiro de 2011

PARASITAS DA INTERNET

Eu tinha que falar disso.. Vixi, me conheço bem demais pra imaginar que ia manter meu bocão fechado e minha lingua de arsênico silente... E quem tem garganta que grite, que deixe escorrer nas paredes o desprezo anunciado. Bom, bom, bom... Sou criativa, sou inteligente, de vez em quando copio algo porque não sou inteligente sozinha não, o mundo tem uma carrada de gente bacana, criativa e inteligente. Mas vamos combinar né? Copiar uma idéia não tem nada de errado. Errado é receber elogios por aquilo que não te pertence, porra!!!!
To careca de ver os invisíveis olhando pras minhas idéias, na surdina, levando com eles e não abrindo a boca quando são elogiados, não tendo a dignidade de alertar que a idéia não partiu de suas cabeças de bunda... Não ter a integridade de dizer, olha só, estou usando a idéia mas não foi minha, foi daquela anta ali adiante.
O mais nojento é esses parasitas da internet acreditarem que eu não vou ver minha idéia ali pertinho, porque a internet colocou tudo pertinho, ao alcance das minhas mãos... O mais grotesco é ver esses parasitas posando de bacanas, de criativos, quando o único talento deles tem outro nome: usurpação. E que nome feio esse hein???
Estou pouco me lixando pro "politicamente correto". Aliás, acho essa história de politicamente correto uma merda, uma coisa criada por gente sem noção mesmo... O lance aqui é outro, o buraco é bem mais embaixo. É uma questão de integridade, de caráter. Nada a ver com conceitozinhos de época, essas merdinhas que uns e outros, sem ter o que fazer, inventam com o único intuíto de se auto promover. E vai um ovo podre pro criador do politicamente correto, mas vai também uma granja inteira de ovos contaminados de salmonelas mortais para esses insignificantes parasitas. Eu tenho a capacidade de ficar um mês sem criar sequer uma vírgula e ainda assim manter vivas minhas criações todas... Agora, esses ratinhos de esgoto, depois de dez dias sem terem o que usurpar, caem aos borbotões no anonimato, são os perfeitos big brothers da vida...
Um vazio que fede, mas não fede porque é vazio não... Fede porque vem de  anencéfalos, porque quando se metem a criar alguma coisa criam mesmo: merda!
Fala aí olho grande, cabeçudinha, olhão, zoiudinha... tu pra mim não é lixo não, que lixo é reciclável...

Comente

Postar um comentário

Agradeço seu comentário, pedindo apenas a cortesia de observar as regras de urbanidade e educação.